Cremação de Mortos

29/03/2020

Pastor a cremação dos mortos é recomendada pela igreja?

A Questão

O registro bíblico mostra que era prática judaica sepultar os mortos em túmulos de pedra ou na própria terra (Gn. 15:15). Nunca foi costume judeu cremar os mortos; Israel contempla essa prática com horror (Am. 2:1); a cremação só era prescrita como castigo (Js. 7:15).

Os cristãos seguiram o exemplo judaico no que concerne ao respeito aos mortos. Aceitavam o ensino de que o corpo do cristão é o Templo do Espírito Santo e, como tal, deveria ser respeitosamente "conservado" e enterrado (1 Co 3:16 e 6:19). Os cristãos primitivos procuravam sepultar seus mortos em um mesmo lugar chamado de "cemitério", cujo significado é dormitório (Mt. 27:52).

A Resposta

A CNV não recomenda e nem aprova a cremação dos mortos. Entendemos que a cremação não é uma prática viável para nós cristãos por ter a sua origem no paganismo.

Os aveus fizeram Nibaz e Tartaque: e os sefarvitas queimavam seus filhos no fogo e a adrameleque e a Anameleque, deuses de Sefarvaim. 2 Rs 17:31.


A cremação dos mortos tem origem pagã e nos primórdios do cristianismo o paganismo se utilizou dessa prática para se contrapor à doutrina cristã da ressurreição do corpo.


"Não vos admireis disso, porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz e sairão" (Jo. 5:28).


Enterrado ou cremado, nada disso poderá impedir a ressurreição gloriosa daquele que partiu em Cristo (1 Co 15; I Ts. 4:16-17), entretanto, em nosso entendimento, o ofício fúnebre deve ser respeitoso nos moldes da igreja apostólica.

2 Ts 2: 15 Assim, pois, irmãos, estai firmes e conservai as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa.