Línguas Espirituais

26/03/2020

Pastor estou com dúvidas sobre o "dom de línguas". Será que você poderia dar uma explicação resumida sobre o assunto?

Variedade de Línguas...

Estimado irmão, Graça e Paz!. Farei o possível para lhe atender.

Vejamos inicialmente o que diz 1 Co 12:8-11:

8 Porque a um, pelo Espírito, é dada a palavra da sabedoria; a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência; 9 a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar; 10 a outro a operação de milagres; a outro a profecia; a outro o dom de discernir espíritos; a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação de línguas. 11 Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, distribuindo particularmente a cada um como quer.

O texto acima diz que há variedade de línguas... (idiomas, linguagens, sons, etc.).

Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos... (1 Co 13:1).

O Novo Testamento mostra que essa variedade de línguas movidas pelo Espírito Santo pode ter:

  • Dois níveis distintos: linguagem humana e linguagem angelical;
  • Dois direcionamentos distintos: o homem e o próprio Deus.

Entendemos que há uma linguagem aos homens e uma linguagem a Deus.

1-Linguagem aos Homens: línguas evangelísticas (a não crentes) e línguas proféticas (a crentes) - ambas devem ser interpretadas para que haja entendimento;

2-Linguagem a Deus: oração em línguas angelicais, em mistério - o ouvinte é Deus, portanto não há necessidade de interpretação aos homens.

Vejamos as duas aplicações:

O falar aos homens em línguas desconhecidas, exige interpretação a fim de que os ouvintes entendam a mensagem e sejam edificados.

1.a- Mensagem evangelística - dirigida às pessoas não crentes.

Ouvindo-se, pois, aquele ruído, ajuntou-se a multidão; e estava confusa, porque cada um os ouvia falar na sua própria língua - At 2:6.

De modo que as línguas são um sinal, não para os crentes, mas para os incrédulos... 1 Co 14:22.

1.b- Mensagem Profética - dirigida aos crentes. As línguas interpretadas são, funcionalmente, equivalentes à profecia.

Ora, quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis, pois quem profetiza é maior do que aquele que fala em línguas, a não ser que também as interprete para que a igreja receba edificação. 1 Co 14:5.

Se alguém falar em língua, faça-se isso por dois, ou quando muito três, e cada um por sua vez, e haja um que interprete. Mas, se não houver intérprete, esteja calado na igreja, e fale consigo mesmo, e com Deus. 1 Co 14:27-28.

2- A "oração em línguas" não é um pronunciamento aos homens. Trata-se de uma prece a Deus e, sendo uma oração a Deus, não existe a necessidade de interpretação aos homens.

"Porque o que fala em língua não fala aos homens, mas a Deus; pois ninguém o entende; porque em espírito fala mistérios" (1 Co 14:2).

Línguas Estrangeiras e Angelicais

Conclusão

Mc 16: 17 - E estes sinais acompanharão aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas;

1Co 14: 4. O que fala em língua edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja.

1 Co 14: 19. Todavia na igreja eu antes quero falar cinco palavras com o meu entendimento, para que possa também instruir os outros, do que dez mil palavras em língua.

1 Co 14:39. Portanto, irmãos, procurai com zelo o profetizar, e não proibais o falar em línguas.

1 Co 14:26. Que fazer, pois, irmãos? Quando vos congregais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação. 

Espero ter ajudado.

Obrigado pelo contato.

Shalom Adonai!