Projeto Filipe

Reflexão Bíblica Semanal Para os Grupos Familiares

Reflexões mais recentes no Projeto Filipe

Leia as últimas reflexões do Projeto Filipe

Dizia também às multidões: Quando vedes subir uma nuvem do ocidente, logo dizeis: Lá vem chuva; e assim sucede; e quando vedes soprar o vento sul dizeis; Haverá calor; e assim sucede. Hipócritas, sabeis discernir a face da terra e do céu; como não sabeis então discernir este tempo? (Lucas 12:54-56).

A Santa Ceia

22/02/2021

Na noite em que foi traído, Jesus Cristo celebrou com os apóstolos a última Páscoa. Durante a cerimônia, ele tomou um pão, deu graças, e entregou aos discípulos para que comessem, depois ele tomou um cálice, deu graças, e em seguida deu aos discípulos para que bebessem e que fizessem sempre isso em memória Dele. Mt 26:26. Ali foi estabelecida...

Em 12/02/2021 chineses e outros povos asiáticos comemoraram a chegada do ano 4719 pelo seu calendário. Para eles este é o ano do Boi de Metal.

Estudo da Semana


OS SINAIS DO FIM

Discernindo os Sinais da Volta de Cristo


Introdução


Dizia também às multidões: Quando vedes subir uma nuvem do ocidente, logo dizeis: Lá vem chuva; e assim sucede; e quando vedes soprar o vento sul dizeis; Haverá calor; e assim sucede. Hipócritas, sabeis discernir a face da terra e do céu; como não sabeis então discernir este tempo? (Lucas 12:54-56).

Os Sinais do Fim


Certo dia, os fariseus e saduceus - curiosamente unidos com o fim de tentarem ao Senhor Jesus - aproximaram-se do Mestre e lhe pediram que lhes mostrasse um sinal vindo do céu (Mt 16:1). Eles não acreditavam que Jesus fosse um enviado de Deus, e por isso, estavam exigindo que Jesus lhes desse uma prova, um sinal de sua autoridade.

Aquele pedido na verdade era uma tentativa de desmascarar Jesus Cristo, como sendo um falso profeta. Os fariseus e saduceus queriam uma comprovação do profeta, um sinal de sua autenticidade.

A resposta de Jesus foi a seguinte: "Chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está avermelhado; e, pela manhã: Hoje, haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos?" (Mt 16:2-3).

Jesus chamou a atenção para uma gravíssima deficiência na percepção espiritual dos saduceus e fariseus. Eles sabiam discernir o tempo cronológico e as condições do clima, a probabilidade de chuva ou de sol, mas não conseguiam discernir os tempos proféticos e escatológicos. Eram homens religiosos sim, mas não conseguiam perceber os vários sinais dados por Deus que demonstravam que Jesus era o Cristo, o Messias prometido e anunciado desde os dias de Moisés.

Bem, isso aconteceu há dois mil anos, muita coisa mudou, mas a história se repete. Temos avanços extraordinários na ciência e na tecnologia. Os serviços de meteorologia, por exemplo, são capazes de nos informar se haverá chuva ou bom tempo amanhã e nos dias seguintes da semana. Todavia, continuamos com a mesma dificuldade dos fariseus e saduceus nos dias de Jesus Cristo, ou seja, não conseguimos discernir os tempos proféticos, escatológicos, apocalípticos...E Por quê?

Porque o nosso coração está em outros tesouros!  Não temos  interesse em discernir os tempos; não temos a percepção espiritual dos sinais apocalípticos ao nosso redor porque estamos com o coração e o olhar direcionados a outros interesses...


Os Sinais Bíblicos

Nos dias atuais, quando falamos sobre os sinais da volta de Jesus Cristo, algumas pessoas respondem mais ou menos assim: "Terremotos, fome, pestes e violência sempre existiram". É verdade, depois do pecado de Adão essas coisas veem acontecendo. Mas, o que muitos não estão se dando conta é da intensidade e da ocorrência simultânea de todos os sinais numa mesma época. Os acontecimentos catastróficos assemelham-se, em sua gradação e intensidade, às dores do parto que vão se tornando mais intensas e sentidas em intervalos cada vez menores, à medida que vai chegando o momento da gestante dar à luz.

Quem tem o mínimo de discernimento espiritual há de concordar que estamos vivendo um tempo diferenciado, singular, com a presença contínua e crescente de um conjunto de sinais proféticos e escatológicos que anunciam a volta gloriosa de Jesus Cristo.


1. O sinal dos "escarnecedores" (2Pe 3:3, 4). Pedro anunciou que as condições que iriam prevalecer nos "últimos dias" seriam de descrença a respeito dos sinais da vinda de Cristo. Sem dúvida, isso é verdade hoje. O cristão pode dizer ao escarnecedor: "Amigo, o apóstolo Pedro fez uma predição a seu respeito. Você é um dos últimos sinais anunciadores da volta de Jesus que estou vendo!"


2. O sinal da "guerra" e rumores de guerra (Mt 24:6, 7). O Século XX testemunhou as duas maiores guerras da história (1914-1918; 1939-1945). No total, mais de 70 milhões de pessoas morreram, ficaram feridas ou desapareceram). O século passado foi o mais sangrento já registrado. [E as guerras e guerrilhas continuam no Século XXI...]


3. O sinal da "fome" (Mt 24:7). Os últimos cem anos testemunharam quatro das maiores fomes de toda a história (Rússia 1921, 1933; China 1928-1930; Bangladesh 1943-1944. Estima-se que cerca de 20 milhões de pessoas morreram). A África continua com fome; os nossos vizinhos: Venezuela e Argentina, também.


4. O sinal da "pestilência" (Mt 24:7). O século passado testemunhou também uma das maiores pestilências de toda a sua história ("Gripe Espanhola" de 1918. Estima-se 21 milhões de vítimas). Em 2020 uma pandemia de coronavírus alastrou-se pelo planeta, matando milhares, milhões, destruindo paralelamente a economia das nações.


5. O sinal dos "terremotos" (Mt 24:7). O último século testemunhou dois dos maiores terremotos da história (China, 1920, 180 mil mortos; Japão, 1923. Total de feridos 1,5 milhão, dos quais 200 mil morreram). O terremoto no Japão foi descrito na ocasião como a "maior catástrofe desde o dilúvio". [Mais recentemente os terríveis terremotos do Haiti e no Japão, com intensidade máxima de 9 graus na escala Richter.]

6. O sinal dos "tempos difíceis" (2Tm 3:1-3). A sociedade está em total desamor. A iniquidade assume proporções assustadoras. Várias medidas de segurança são adotadas e nenhuma delas promove resultados satisfatórios. Cresce o crime, a violência, o assassinato, o roubo e estupro, entre outros, em proporções alarmantes. Os governos fazem algumas restrições, mas são impotentes diante do avanço do mal no coração das pessoas.

7. O sinal do "medo" (Lc 21:25-26). Desde o advento da bomba nuclear, nosso sonho de paz e segurança transformou-se em um terrível pesadelo; cresce o terrorismo e a perseguição ao cristianismo, além do pânico propagado pelos jornais funerais, anunciando desgraças 24 horas por dia. Tudo isso, somado às mudanças sociais e a quebra da economia, tem gerado medo/pânico nas pessoas.

8. Sinal dos "Dias de Noé" (Mt 24:37-39). Nos dias de Noé, o avanço e grande conhecimento da civilização foram ofuscados pela maldade desenfreada e pela escandalosa imoralidade. O mesmo ocorre hoje.

9. O sinal do "evangelho" (Mt 24:14). Durante os últimos anos, por meio da página impressa, da internet, rádio e televisão, a pregação do evangelho em escala mundial se tornou uma possibilidade real. Um único homem pode atingir uma audiência de dezenas e mesmo centenas de milhões de pessoas! A Bíblia está traduzida em mais de 1.300 línguas e é distribuída a uma média de 100 milhões de cópias por ano.

10. O sinal da apostasia (Mt 24:24; 2 Ts 2:3) - Os últimos dias são caracterizados por um grande paradoxo. De um lado muitos enganadores operando sinais extraordinários; de outro lado muitos abandonando a fé, tornando-se inimigos de Deus e do povo de Deus.

Porque hão de surgir falsos cristos e falsos profetas, e farão grandes sinais e prodígios; de modo que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. Mt 24:24

Ninguém de modo algum vos engane; porque isto não sucederá sem que venha primeiro a apostasia e seja revelado o homem do pecado, o filho da perdição. 2 Ts 2:3.

Outros Sinais

Além dos 10 grupos de sinais apresentados acima, há outros que ainda virão, conforme os dias avançam e nos aproximamos da volta gloriosa de Jesus Cristo. (veja Is 13:13; Lc 21:11.25).


A Incredulidade dos últimos Dias

Quando a sociedade é confrontada com os sinais escatológicos, algumas pessoas argumentam: "Mas tudo isso sempre aconteceu. Elas prosseguem na réplica e dizem: Se, no passado, pessoas sinceras esperaram a volta de Jesus Cristo em seus dias e foram desapontadas, porque interpretaram os sinais bíblicos de forma errada. Não poderia estar acontecendo o mesmo equívoco hoje?". A nossa resposta é: Não! As pessoas que levantam esse tipo de objeção aos sinais escatológicos deixam de considerar uma diferença muitíssimo significativa entre a nossa geração e as gerações passadas: hoje, pela primeira vez, desde que Jesus ascendeu ao Trono Celestial, todos os principais sinais preditos para o tempo do fim estão sincronizados! Diferente do passado... Um ou mais dos sinais bíblicos podem ter ocorrido nas gerações passadas, mas nunca todos eles ocorreram simultaneamente e intensamente como acontece hoje! O que queremos dizer com isso? Que o conjunto dos sinais, todos juntos, simultâneos e intensos, é, na verdade, o sinal diferenciado, o grande sinal nunca visto antes. Tudo isso nos adverte para que estejamos preparados para o triunfante encontro com o Rei Jesus. (Lc 21:28-32).

Conclusão

Amados irmãos,

Jesus nunca nos pediu que crêssemos na proximidade de Sua vinda com base em um sinal bíblico isolado. Veja bem, um sinal solitário não é evidência da volta de Jesus Cristo a esta terra. Façamos uma analogia. Um floco de neve não provoca uma avalanche; porém, quando a neve é intensa e contínua, e temos ventos fortes, precisamos nos precaver. De modo semelhante, quando todos os sinais bíblicos escatológicos rapidamente se multiplicam diante dos nossos olhos, estão dando um testemunho acumulado; eles se transformam em uma avalanche de evidências de que Jesus Cristo está às portas. Portanto, tenha absoluta certeza de que esses sinais (anunciadores do retorno de Cristo) não deixam margem para que pessoas inteligentes não consigam reconhecê-los. São sinais tão claros como se Deus estivesse falando por intermédio de trombetas ou escrevendo no céu em letras gigantescas!

Muito bem. Agora queremos concluir a nossa reflexão com uma pergunta:

Por que você imagina que Deus nos concedeu a oportunidade de fazer parte desta geração e de "discernir os sinais dos tempos que anunciam o fim deste sistema de coisas?".

Resposta: o ETERNO Deus, no conselho de Sua santa vontade, deu-nos graciosamente a oportunidade de sermos trabalhadores da última hora (Mt 20:1-16; Lc 12:43). Além disso, é do agrado do SENHOR que estejamos prontos para a volta gloriosa de Jesus Cristo, com despertamento e alegria.

Lucas 21:28: "Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai a vossa cabeça; porque a vossa redenção está próxima".

Olhar para cima é olhar para o Alto, conservar o foco das atenções no SENHOR, autor e consumador de nossa fé.

Neste tempo de aflição, muitos estão com o olhar para os lados e para baixo; muitos ficam temerosos, angustiados, deprimidos e derrotados. Por outro lado, alguns olham "por cima" (orgulho, altivez) de tudo e de todos; essas pessoas se sentem autossuficientes e capazes de enfrentar todas adversidades confiando unicamente em si mesmas e em seus raciocínios.

A Bíblia ensina-nos a olhar para o Alto. A direção de vida não vem da Tv, nem das organizações globais, mas do SENHOR. Somente em comunhão com o ETERNO Deus podemos ter forças físicas, psicológicas e espirituais para completar a carreira e guardar a fé.

Maranata!

Pense nisso e que Deus nos abençoe rica e abundantemente! Amém!


Comentários desta Reflexão Semanal

O seu comentário sobre esta reflexão é de grande importância. Ao opinar sobre os temas e os conteúdos apresentados a cada semana, podemos fazer ajustes, acertos e melhorar cada vez mais a forma de expressar o que discernimos como mensagem do Espírito à igreja.

Breves Reflexões Pastorais - Áudio



Rede Social Oikos - A Comunidade da Fé.

Você pode baixar o Aplicativo da Rede Social Oikos clicando no botão abaixo:

..::data e hora::.. 00:00:00